Quinta-feira, 17 de Março de 2011

IPRIS Policy Brief 6

Obama's visit to Brazil: patching old wounds and pointing the way ahead

Pedro Seabra

On the eve of US President Barack Obama's visit to Brazil, the state of relations between the two countries understandably comes under renewed focus, with many policymakers and observers keen on testing the waters between the two often-strayed partners. As expected, the stakes are naturally high since this will mark Obama's first official visit to South America. The selection of Brazil as the initial stopover is therefore not without its underlined geopolitical significance. More so, if one takes into account the new tenant of the Palácio do Planalto, Dilma Rousseff, and her latest indications that slight foreign policy 'nuances' are to be expected in the coming future, including when it comes to dealing with the US in the present international context.

 

Download Full Text: Here.

Do you wish to subscribe our publications, free of charge?

 

publicado por IPRIS às 19:46
link do post | favorito
partilhar
Quinta-feira, 4 de Novembro de 2010

E agora, Obama?

Vasco Martins

 

Hope, remember? A derrota do Partido Democrata nas eleições intercalares revela que a onda de esperança a que Barack Obama procurou dar voz na campanha presidencial de 2008 já conheceu dias melhores. Nestas eleições a esperança foi substituída pela frustração e o principal responsável pela mudança de temperatura política foi o ritmo lento com que tem vindo a decorrer a recuperação económica nos Estados Unidos.
A principal consequência dos resultados destas eleições é a inevitabilidade de uma segunda metade de mandato mais complicada e mais exigente para Obama. Tendo saído das eleições intercalares com o seu peso político reforçado - e a pensar já nas eleições presidenciais de 2012 -, a partir de agora o Partido Republicano não desperdiçará uma única oportunidade para colocar Obama sob fogo cerrado.
Se quiser evitar a dispersão do seu eleitorado, Obama não só terá de reforçar a sua eficácia e de apresentar resultados políticos, como terá também de encontrar uma nova fórmula mobilizadora. A obtenção de um grande êxito - por exemplo, no âmbito da política externa - seria, porventura, a solução para lhe dar um novo élan
Caso contrário, da Change We Can Believe In não rezará a história.

 

(Publicado hoje no i.)

publicado por IPRIS às 12:37
link do post | favorito
partilhar
Terça-feira, 2 de Novembro de 2010

Obama e as eleições intercalares

Vasco Martins

 

Pouco interessado em questões de política externa, o eleitorado americano centrou nestas eleições intercalares a sua atenção nas repercussões do défice, dos 'bail-outs' de que foram alvo alguns bancos, da reforma do sistema de saúde, da corrupção estatal, do combate ao terrorismo, entre outras.

Inevitavelmente, o Partido Democrata assistirá a uma redução do número de lugares que ocupa no Congresso. Tal não será uma surpresa, uma vez que nos últimos dois anos o Presidente Barack Obama manifestou alguma incapacidade em lidar de forma célere e eficaz com diversas questões relacionadas com a crise financeira.

Assim, a recomposição que se avizinha do Congresso constitui uma má notícia para Obama, na medida em que o Partido Republicano e os membros do Tea Party serão os beneficiários naturais deste descontentamento, o que anuncia dificuldades acrescidas até ao final do mandato.

Em todo o caso, parafraseando Mark Twain, seria claramente exagerado desde já anunciar a morte política de Obama. O revés que se espera nestas eleições intercalares, independentemente da sua dimensão, de forma alguma condicionará os resultados das eleições presidenciais de 2012.

 

(Publicado hoje no Diário Económico.)

 

publicado por IPRIS às 14:30
link do post | favorito
partilhar
Sexta-feira, 3 de Setembro de 2010

The Lisbon summit strikes the Lisbon Treaty

By Vasco Martins

 

US President Barack Obama will be joining other heads of state of NATO allied countries in Lisbon for the signing of the new Strategic Concept, between the 19 and the 20 of November. On this occasion, the EU will organise an EU-US summit, seizing the opportunity of Obama’s presence in the continent.

However, the fact that Obama will only spend two days in Lisbon, which during a summit roughly translates to a day, may constrain negotiations and overload the agenda. The sheer amount of work and compromise NATO’s new Strategic Concept entails is more than enough for Obama and European leaders to decide on. Adding a summit on top of this serves only to overburden expectations, disregarding the meagre capability of both sides to actually reach concrete results.

On the other hand, the EU-US summit - with no clear agenda as of yet - only demonstrates Europe’s limitations in setting its own foreign policy agenda. The Obama administration has been drifting away from the European alliance, after having cancelled a summit in Madrid scheduled for May 2010, a humiliating setback for the EU’s foreign policy and the new Lisbon Treaty. Nonetheless, organising an EU-US summit on such short notice will further submit the new foreign policy prism to international wishes, instead of presenting a clear definition of its intentions and place in the world.

More importantly, the EU should stop organising summits which achieve nothing in concrete. If the US is more interested in NATO and in mutual defence issues, the EU should send a CFSP team to attempt to converge efforts while drawing common lines with NATO’s new strategic concept. Instead, organising yet another summit emphasizes not only Europe’s need for US support, but its own internal divisions and inability to sail solo in international affairs. By setting the tone in such a way, the EU is telling the world it is completely incapable of managing its own issues without the support of a powerful ally. It is only too ironic that the 2010 Lisbon EU-US summit amounts to one of the many defeats the Lisbon Treaty will have to endure.

 

Do you wish to subscribe our publications, free of charge?

publicado por IPRIS às 17:59
link do post | favorito
partilhar

More about IPRIS

Search

Outubro 2013

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

Recent Posts

IPRIS Policy Brief 6

E agora, Obama?

Obama e as eleições inter...

The Lisbon summit strikes...

Archives

Outubro 2013

Setembro 2013

Agosto 2013

Julho 2013

Junho 2013

Maio 2013

Abril 2013

Março 2013

Fevereiro 2013

Janeiro 2013

Dezembro 2012

Novembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

tags

todas as tags

blogs SAPO

subscrever feeds